• 21/06/2021
  • digitalmash
  • 0

O Ministro das Comunicações Fabio Farias e o Ministro da Cidadania João Roma, receberam uma comitiva representada por 14 estados da Federação no último dia 15 de junho, para conhecerem as demandas do setor.

Na ocasião, foi colocado para os ministérios uma pauta de reivindicação das Rádios Comunitárias, que são demandas antigas no Brasil, e até hoje ainda não resolvido como, choque de frequência, potência, financiamento, publicidade e propaganda, entre outros temas que já é de conhecimento de todos.

Os anfitriões acharam simpáticas as reivindicações, acharam justas e se comprometeram de um estudar o tema, e ver a possibilidade dessas demandas serem atendidas.

O mediador do encontro com os Ministros, Jairo Bispo, Presidente das Rádios Comunitárias do Estado da Bahia, destaca o resultado do encontro, “foi uma emoção muito grande para nós, depois de mais de 20 anos, o Governo Federal receber as Rádios Comunitárias para dialogar com os interesses do país, uma agenda histórica no Ministério das Comunicações. O Ministro das Comunicações, Fabio Faria e o Ministro da Cidadania João Roma e representantes de 14 Estados da Federação no dia 15, estavam presentes neste encontro para discutir uma agenda histórica para as rádios comunitárias”, ressalta Jairo Bispo da BA.

Para o Presidente das Rádio Comunitárias do Estado de Santa Catarina, José Luiz Madeira, o encontro abre portas no governo, “Santa Catarina, assim como dirigentes dos demais estados do Brasil, querem resolver os problemas que enfrentam as Rádios Comunitárias de todo o País a mais de 2 décadas, precisamos agradecer os ministros que abriram as portas para o diálogo, e querem resolver demandas históricas do nosso meio”, destaca Madeira de SC.

Na ocasião, as 14 representações estaduais presentes, entregaram em mãos do Ministro Fabio Farias, um documento que traz um estudo técnico e aprofundado juridicamente, com um parecer bem fundamentado, para solucionar os problemas acima citados. Os ministros sensibilizados, afirmaram estar ciente destas dificuldades, porém, nunca foi apresentado algo que embasasse tais demandas.

O documento foi elaborado pela AGERC (Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio Comunitárias), e avalizados por todos os representantes estaduais. Na ocasião um grupo de trabalho foi tirado dos representantes estaduais, para acompanhar as demandas no Ministério.

Ainda durante a semana, a comissão teve várias agendas para tratar assuntos importantes em benefício da comunicação comunitária junto ao poder público.

 

Fonte: Abraço Catarinense

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp, e receba informações atualizadas diariamente. Acesse https://chat.whatsapp.com/JQZysrKFwjxHrDeme9FVn