Recordações e a Saudade

Claudomiro Salvato, conhecido por Miro Salvato, nasceu no dia 29 de janeiro de 1973, em Criciúma, filho de Antônio Salvato e Rosa Rodrigues Salvato, ambos naturais de Armazém. Formado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Castelo Branco – UCB, e pós graduado em Gestão Pública pela Universidade Católica Dom Bosco – UCDB.

Inicio meu relato, expressando minha gratidão primeiramente a Deus, a minha família e a cada cidadão dessa cidade que tanto me honra e eu me sinto feliz em escrever nesse espaço, onde posso com cada um, recordar as lembranças de cidadãos ilustres e queridos dessa cidade, os quais nos deixaram não só a saudade, mas a alegria de ter compartilhados bons momentos.

Gente! Não tenho o baço, devido a um acidente; sou do grupo de risco. Neste momento difícil que o Mundo vive, fui contaminado pelo Corona vírus (Covid19) o qual fui assintomático, por isso quando realizei alguns exames fui informado que já havia contraído esse vírus por isso não houve necessidade de maiores cuidados, como uma internação hospitalar.

Os meus avós paternos Sr. José Salvato e Sra. Maria Rosa Salvato e meus avós maternos Sr. José Isidoro e Sra. Maria Feuser, estão morando eternamente nesta cidade, amavam tanto esse lugar, que quando recebiam um presente oriundo de Armazém, que até mesmo a embalagem guardava com muito carinho.

Sou dessa gente! Honra-me dizer que somos pessoas humildes, providas da luta, do sustento por meio do cultivo da terra.

Apesar das dificuldades, alcancei uma graduação em uma Universidade. Estou frequentemente aqui, com vocês Armazenenses, sempre que possível  “fujo” para cá, onde recebo carinho e muita amizade. Estou ciente do exemplo que este povo é para Região Sul de para todo nosso querido Estado de Santa Catarina. Estaremos sempre juntos, para vencer todas as dificuldades e procurar proporcionar na medida do possível, condições dignas e mais humanas a cada cidadão.

Quero também expressar aqui, a vocês que existem pessoas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzados o nosso caminho, alguns posso chamar de amigo. Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles. Os primeiros que nascem do broto é o amigo pai e a amiga mãe, os quais nos dão a vida e mostram o rumo que devemos seguir e a estrada por onde se deve caminhar. Depois vem o amigo irmão, com que dividimos o nosso espaço para que floresça como nós, passamos a conhecer todos. A família das falhas a qual respeitamos e desejamos o bem.

Mas o destino ainda nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que iam cruzar o nosso caminho, muitos desses são designados amigo do peito, do coração, os quais são simples e verdadeiros, pois sabem quando estamos bem e o que nos faz feliz.

O momento atual é de gratidão, agradecer… aquelas pessoas que nos deixaram, pela sua passagem terrena, o qual foi vivido de lutas, de histórias, que Deus as permitiram conviver junto de nós, que suas famílias tenham muita fé e em Deus, pois estamos aqui apenas de passagem até o momento de partir dessa vida e ir para eternidade.

Obrigado pelas suas amizades, que foram suficiente para nos alegrar e nos levar a vida em frente. Destes momentos, nunca esquecerei, fiquem todos na Paz de Deus!

Peço a gentileza, de quem tiver fotos antigas, que envie via Whatssapp – Miro Salvato (48)  9.9611-9945, que iremos publicar com maior carinho e respeito a todos que fizeram o bem pela cidade amiga e seu amado povo.

 

30 anos da conquista da Copa do Brasil 91 !

 WhatsApp
x
 
x
 
x
 
x
 
x
 
x
 
x
 
x
 
x
 Contact us
x
Submit
Email is incorrect
Thank you for your message!