O pai e a madrasta de uma adolescente de 12 anos foram denunciados por estupro de vulnerável, no Norte catarinense, segundo informou o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) nesta quinta-feira (21). Conforme a Polícia Civil, a vítima ficou grávida do homem e teve o bebê fruto da violência sexual.

A promotoria da cidade onde ocorreu o crime ofereceu a denúncia e pediu a prisão preventiva dos dois. Segundo o órgão, o pedido foi acatado em 14 de julho e o casal foi preso na quarta-feira (20).

O MPSC informou ainda que não podem ser divulgar detalhes sobre a situação da vítima, pois os processos correm em segredo de Justiça.

Relembre

Segundo o delegado Procópio Batista Silveira Neto, o crime foi descoberto entre o fim do ano passado e o início deste ano, após a menina falar sobre o caso para uma assistente social do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade. A família era atendida pela instituição.

A mãe da vítima faleceu e a menina morava com o casal. Segundo as investigações, a criança seria abusada desde os 9 anos. Atualmente, adolescente está sob os cuidados de outros familiares e deixou o estado junto com o bebê, segundo o delegado. Não há informações, porém, se a criança permanece com a mãe.

Durante as investigações, a polícia coletou o DNA do homem, que confirmou que ele era o pai do bebê, de quem seria avô. Outros detalhes sobre o caso não foram divulgados.

 

 

Fonte: Sul in Foco
Foto: Divulgação 

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JQZysrKFwjxHrDeme9FVnv

Telegram: https://t.me/+v6LLm1kZTWE4MzBh