Uma operação deflagrada pela Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão para apurar o desvio de uma geladeira comprada pela secretaria de Saúde de Imbituba em 2021 para armazenar vacinas durante a pandemia de covid-19.

Segundo a acusação, teriam sido compradas sete geladeiras de 280 litros. No entanto, apenas seis teriam sido efetivamente entregues. Além disso, os eletrodomésticos efetivamente entregues teriam capacidade para apenas 100 litros – a diferença entre os produtos seria de R$ 9 mil. O total da compra foi de R$ 94 mil.

“A placa de patrimônio que deveria estar na sétima geladeira na verdade estava inserido em um freezer pertencente ao Município, fato este que evidenciou ainda mais a prática da fraude”, destacou a Polícia Civil.

Uma servidora, à época lotada na Secretaria de Saúde e hoje na Secretaria de Infraestrutura, foi nomeada como fiscal do contrato de licitação. “Contudo, restou apurado que a mesma servidora, que deveria zelar pelo cumprimento do contrato e inclusive atestar o recebimento das geladeiras, possui um relacionamento amoroso justamente com um dos proprietários da empresa que venceu o certame”, destaca ainda o comunicado.

A servidora envolvida e um dos proprietários da empresa se recusaram a informar a senha de seus aparelhos, que foram enviados à perícia para o desbloqueio.

 

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui

Fonte/Foto: Sul Agora