A praticidade do Portal de Pagamentos online lançado nesta semana pela CASAN (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) já foi atestada por 250 clientes em todo o estado. Em poucos minutos na palma da mão, eles puderam quitar suas faturas pendentes no cartão de crédito (até 24x), no Pix ou com o cartão do programa Bolsa Família, facilitando o seu planejamento financeiro mensal.

Para o diretor financeiro da Companhia, Edson Moritz, a tendência é de crescimento na adesão ao Portal. “Entre quinta-feira 18 e segunda-feira 21, quando lançamos oficialmente o Portal, a soma dos pagamentos feitos foi de cerca de R$ 26.200,00”, explica o diretor. “Esperamos que no próximo mês a adesão seja ainda maior, já que a data de vencimento de faturas de agosto encerrou também nesta segunda, iniciando um novo ciclo de pagamento”. Confira aqui o tutorial de uso do Portal de Pagamentos.

Além dos benefícios para o cliente no acesso às faturas e no parcelamento com cartão de crédito, o novo Portal traz economia também para a Companhia. Comparado com os métodos tradicionais de arrecadação, o custo médio de tarifas bancárias é reduzido em 97% com o pagamento online, garantindo no longo prazo mais recursos para as atividades realizadas pela CASAN nas 194 cidades em que atua.

Máquinas de pagamento

A partir de setembro, a CASAN também vai instalar a chamada modalidade de pagamento Point of Sale (POS) em totens espalhados por agências da Companhia. Nessa modalidade, os clientes poderão quitar as faturas diretamente em maquininhas de pagamento fornecendo a sua matrícula, sem necessidade de cadastro online.

Nós já temos totens em 20 das nossas agências regionais, e a ideia é que no mês que vem esses totens e mais outros 40 sejam instalados com o novo sistema de pagamento”, afirmou o diretor financeiro. Para o fim do ano, a ideia da CASAN é facilitar ainda mais o acesso aos totens, com a instalação deles em locais como shoppings, postos de gasolina e supermercados.

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui

Fonte/Foto: ASCOM/CASAN