José Carlos Moraes foi morto pela esposa na noite deste domingo, dia 13. A Polícia Militar foi acionada para a ocorrência na Estrada Geral Rocinha, por volta das 23h. Quando os policiais chegaram ao local, B. L. estava na frente de casa, chorando e dizendo que havia esfaqueado o marido.

Diante dos fatos, a guarnição deslocou até o interior da residência e encontrou a vítima deitada no banheiro, cheia de sangue pelo corpo e no chão. Neste momento, a guarnição desvirou-a e rasgou as vestes da vítima afim de averiguar o local do ferimento, que se concentrou no lado direito do peito. A guarnição fez a compressão no local do ferimento para estancar o sangramento até a chegada do SAMU, que logo compareceu no local e conduziu a vítima para a Fundação Hospitalar Henrique Lage, vindo a óbito posteriormente.

Em conversa com a mulher, ela relatou que estava em sua residência com o esposo. Ambos já estavam na cama quando iniciaram uma discussão acalorada devido ao fato de ela ter quebrado o celular da vítima, que passou a agredi-la. Em seguida, segundo ela, ele foi para cima dela, segurando os punhos e gritando “tu pensa que esta me fazendo de palhaço?”.

Ela conseguiu se desvencilhar do agressor, foi até a cozinha, pegou uma faca e voltou até o quarto, golpeando uma vez na região do peito. Ele caiu no banheiro anexo ao cômodo do quarto.

Por fim, a mulher saiu da residência gritando por socorro e os parentes acionaram o SAMU e a PM.

A mulher lesionou sua mão esquerda e foi levada até o hospital para realização dos procedimentos necessários. Posteriormente, foi presa em flagrante e conduzida até a Delegacia de Polícia Civil de Criciúma.

A Polícia Civil e o IGP foram acionados para comparecer no local para realização dos procedimentos cabíveis, ficando a ocorrência sob responsabilidades deles.

 

Foto: Divulgação

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp, e receba informações atualizadas diariamente. Acesse https://chat.whatsapp.com/JQZysrKFwjxHrDeme9FVn