A 5ª Câmara do Tribunal de Justiça de Santa Catarina reconheceu por unanimidade o recurso do Ministério Público (MP) e determinou que o ex-prefeito de Pescaria Brava, Deyvisonn da Silva de Souza (MDB), volte para a prisão. Ele é réu em ação decorrente da Operação Mensageiro. A informação é do portal SC em Pauta.

O MP argumentou que o fato dele ter renunciado ao cargo “não faz desaparecer a necessidade de acautelamento da Justiça”.

Para os promotores, não existe impedimento para que Deyvisonn siga praticando delitos, seja por meio digital ou através de outras pessoas.

O ex-prefeito também seria alvo de outros procedimentos investigatórios criminais que estão sob sigilo, segundo o portal.

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui

Fonte/Foto: Sul Agora