Uma conselheira tutelar foi presa preventivamente pelo Gaeco(Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas), na última quarta-feira (13), em mais uma fase da Operação Sodalitas Finis na Região Oeste de Santa Catarina.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Xaxim. A mulher é suspeita de integrar uma organização criminosa que atua na cidade de Xaxim, mas com ramificações em outros municípios da região.

“Os criminosos são responsáveis por uma ampla variedade de crimes graves, incluindo tráfico de drogas em larga escala, homicídios e roubos”, diz nota divulgada pelo MP-SC (Ministério Público de Santa Catarina).

Ao ND+, uma fonte revelou que a suspeita atuava na gestão financeira do grupo criminoso, como a contabilidade do tráfico de drogas. “Ela tinha uma gestão financeira do fluxo de dinheiro e de participantes. Tinha um caderno bem organizado. Era uma espécie de gestão empresarial, uma pessoa bem organizada”, disse a fonte, que não quis ser identificada.

A operação requereu ao todo 77 mandados de prisão — 72 de prisão preventiva e 5 de prisão temporária. Até o momento já foram cumpridos 73 desses mandados. A investigação está em sigilo, por isso, o nome da suspeita não foi divulgado, assim como a cidade onde ela atuava.

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui.

Fonte:ND/Foto:MPSC/Reprodução/ND