Braço do Norte está em situação de epidemia para dengue. Segundo a Gerência Regional de Saúde de Tubarão, são 124 casos contraídos no próprio município, todos confirmados por critério laboratorial.

Além disso, outras quatro cidades da região são consideradas com o surto da doença, que é quando há mais de um caso autóctone (aquele que é contraído dentro do próprio município).

Tubarão, Gravatal, Imbituba e São Ludgero possuem, respectivamente, segundo o boletim da Dive/SC, 18, dois, seis e três casos autóctones registrados até esta quarta-feira (24).

Segundo a bióloga Sabrina Fernandes Cardoso, da Regional de Saúde, a Organização Mundial da Saúde define situação epidêmica em municípios cuja taxa de incidência de dengue é de 300 casos por 100 mil habitantes. “Em Braço do Norte a taxa de incidência está em 363 casos/100 mil habitantes, caracterizando a epidemia”, pontua.

O prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, diz que a secretaria de Saúde está trabalhando incansavelmente para prevenir a população e atender os casos suspeitos e confirmados.

“Precisamos contar com a colaboração de toda a população para que não deixe água parada. Além disso, devem ficar atentos aos sintomas, como dor de cabeça, dor no fundo dos olhos e nas articulações, febre alta e náuseas”, ressalta.

Mesmo diante de tantos casos, não há nenhum óbito ocasionado pela doença na Amurel até o momento. Já em Santa Catarina, segundo a Secretaria do Estado de Saúde (SES), são 115 mortes provocadas pela doença até o momento.

 

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui

Fonte/Foto: Sul Agora