No programa Informativo 87 desta quinta-feira, dia 15, conversamos com a professora de artes da APAE de Armazém, Giane Spindola Figueiredo, a orientadora pedagógica Andresa Vieira Machado da Silva e o autodefensor da escola, Josué Mendes Ferreira, para falar sobre a participação da instituição no XII Festival Regional Nossa Arte, que aconteceu no último dia 05 de junho, na cidade de Braço do Norte.

O Festival é organizado pela Federação Estadual das APAES de Santa Catarina (FEAPAES-SC). A cada 3 anos, artistas com deficiência intelectual, múltipla e Transtorno do Espectro Autista (TEA) atendidos pelas APAE’s do Estado participam das edições regionais para serem selecionados para o Festival Estadual.

Na etapa regional, participaram as escolas que compõem a região das Encostas da Serra. Os 16 alunos de Armazém, participaram em três categorias: música, dança e teatro.

CATEGORIA MÚSICA

Nesta categoria, foi apresentada a Fanfarra da APAE que foi criada no ano de 2022, por meio de um planejamento escolar, cujo principal objetivo, era o desenvolvimento das habilidades musicais dos alunos.

Sob a regência da professora/maestrina, Alessandra Spindola os 09 alunos fizeram bonito na apresentação, mas infelizmente não foram selecionados para a etapa Estadual.

Foto: APAE/AZM

CATEGORIA DANÇA

Já na categoria dança, a delegação de nossa cidade ficou em primeiro lugar, se classificando para o evento Estadual em outubro, na cidade de Lages/SC.

Com a professora/coreografa Mislayni Martins Preuss, os 08 alunos de nossa cidade, encantaram o público e os jurados com a dança internacional Cigana. Uma dança de pura energia que busca por meio da alegria, o autoconhecimento, a consciência corporal e a sensualidade.

Foto: APAE/AZM

CATEGORIA TEATRO

No teatro, a instituição Armazenense conquistou o primeiro lugar, com a apresentação do teatro da lenda do Guaraná. A referida lenda, tem origem na região norte do Brasil, sendo uma das mais populares do nosso folclore.

Conforme a história contada, o fruto se originou dos olhos de um índio, chamado Zinho, mordido por uma serpente enquanto apanhava frutos na floresta.

A coordenação do teatro ficou a cargo da professora Enilde Hellmann, Ana Paula Matias Salasario, Mislayni Martins Preuss, Andresa Vieira Machado da Silva e Joelma Fortunato.

Como tínhamos apenas cinco minutos para montar todo o cenário, toda a equipe Apaiana colocou as mãos na massa. Foi incrível ver o envolvimento de todos”, descreve emocionada a professora Giane.

Foto: APAE/AZM

Com a classificação nas duas categorias – teatro e dança – os alunos irão participar da etapa estadual do festival, que irá acontecer no mês de outubro na cidade de Lages/SC.

Estamos aceitando ajuda financeira ou até mesmo, empresas que gostariam de nos ajudar na logística, pois precisamos de um caminhão e ônibus para levar os alunos e materiais para o evento. Além disso, teremos despesas com alimentação e hospedagem. Quem quiser colaborar, deve entrar em contato com a instituição”, diz Andresa da Silva.

Se caso forem selecionados, os alunos de nossa cidade, irão participar da etapa nacional no próximo ano em Aracaju/SE.

 

Participe do nosso grupo de ouvintes no WhatsApp e Telegram, e receba informações atualizadas diariamente.

WhatsApp, clique aqui.

Telegram, clique aqui

Fonte: Redação | Fotos: Arquivo/APAE